Total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Talvez hoje

Com papel e caneta na mão
Talvez surge uma canção
Que pela nitidez de um dia cinza
Forme acordes em harmonia
transformando-se em explosão de notas musicais

Sem contento, sem lamento
Me entrego para a expressão
de sorrir com os lábios
e cantar diretamente ao coração

A canção deste dia, torna-se oração
Cravando-se no peito a esperança
de que posso fazer a diferença
deixando a canção na lembrança.

Yo =)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Algumas Sutilezas

Estranhos são apenas familiares que você ainda não conheceu.

Cada pessoa que conheço encontra-me num mistério de encontro e sintonia.

As vezes temos a sensação de que estamos perdendo alguma coisa, mas na verdade estamos dando para outra pessoa.

=)

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A Ele a glória a Ele o louvor

Pra te adorar é Rei dos Reis
Foi que eu nasci ó meu Jesus
Meu prazer é te louvar
Meu prazer é estar
nos braços do Senhor
Meu prazer é viver
Na casa de Deus
onde flui o amor

=)

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Aqui

Barulho sem silêncio
Mãos sem algemas
Luz que adentra pela fresta da janela

Confissão de um preso
Tudo é nojo, corpo, fogo
Camaradagem é o que mais receio

Olhos atribulados acompanham-me
Pela noite, pela tarde me desfaço
Num cabaço desfacelado pelo cansaço

Lutar?
Quem disse que lutar aqui
valeria a pena!

Meu corpo fede e minhas mãos são sujas
Digno seria de alguma beleza?
Minha própria traição.

(Escrevi essas palavras assistindo o filme Tropa de Elite =) )

Café

Aroma
degustado
Doce
amargo
pernóstico
Café
compreensível
solitário
compartilhado
Café
compromisso
submisso
a realidade ilusória
sabor
capuccino
Pedido feito!
=)

Chegada


A felicidade sempre começara ali... algumas horas antes de revê-lo novamente.

=)

Sentinela da 1° pessoa do singular

Eu quero...
Eu quero um começo, um título, uma marca, um apego
Eu quero nada de mais, nada de menos,
quero o necessário que se exala
Eu quero um copo, uma luz, uma estrada que caminha sem curvas
Eu quero intensidade do mais doce sentir,
o néctar das cores da existência
Ah eu quero...
Eu quero me sentir inteira, sair a beira mar,
tocar as ondas, molhar os pés
Eu quero sentir o doce nos lábios,
ver meus olhos nos teus, beijar-te a face
Eu quero estar lado alado com você.


(Eu)

Dança e música?

Entraria num cliche de falar sobre música e dança nos dias atuais! Mas este tema muitas vezes é submetido a uma divindade de palavras soberbas e ritmos eloquentes que nos são transmitidas através de ondas sonoras que acabam conturbando a mente.
Música é a arte de combinar os sons e a dança é um balanço do corpo que envolve a expressão de sentimentos potenciados por ela que tem a intenção de aproximação de corpos.
Existem muitas definições, e num dia desses acabei chegando a minha definição pois acredito que é algo que vai além de qualquer entendimento... Música e Dança são como lado alado do balanço que o corpo se dá através da alma, é o impulso do se soltar em ondas de acordes. Quando nos envolvemos de corpo e alma para melodia e acordes que penetram em nosso intelecto.
(Eu)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Gestos

Uma das coisas mais bonitas é você ser tocado pela gentileza de alguém, ainda mais quando esse alguém era antes um desconhecido.
=)

domingo, 20 de setembro de 2009

Loucos e Santos - Oscar Wilde

Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante... Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Sorrisos repletos de azul os corações atentos

Indagam-me sobre o meu sorriso.
Será incômodo das pessoas? Ou elas acham um pretesto para falarem de algo?
Foi sorrindo que Deus falou comigo e sinto sua presença em cada sorriso que há em mim
Do que as pessoas pensam ou falam, pouco me importa
Sou eu em todas as circunstâncias
Em cada sorriso vejo e escuto e mantenho o meu silêncio observador, que muitas vezes vale mais do que palavras desnecessárias.
O sorriso é o meu termômetro principal.
Não tente entender todos os meus sorrisos...
Eu tenho vários sorrisos para cada situação.
E prefiro sempre os sorrisos dos olhos, aqueles que
brilham, que seduzem de felicidade.

domingo, 13 de setembro de 2009

E como diz a música: Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante =)

A Multiplicidade do Real

Que existe mais, senão afirmar a multiplicidade do real?
A igual probabilidade dos eventos impossíveis?
A eterna troca de tudo em tudo?
A única realidade absoluta?
Seres se traduzem.
Tudo pode ser metáfora de alguma outra coisa ou de coisa alguma.
Tudo irremediavelmente metamorfose!

(Paulo Leminski)

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Escolhas

O dias são feitos de escolhas
Portas são abertas sem que toquemos nas fechaduras
Asim como quando recebo o convite de aceitar um cigarro
A escolha é minha, é sua...
Temos diálogo com todas as pessoas que nos chegam e as que precisamos nos aproximar
E o que sai da boca das pessoas nem sempre são palavras bem vindas
Descobrir um jeito criativo de ser gente é minha intenção de cada dia
Hoje ouvi que estar no meio do conhecimento é ser frio pois o que prevalece é o ato de apenas aprender.
O que não concordo!
O conhecimento está ligado com a sabedoria que está ligada com o humano.
Mas o que é uma questão de sobrevivência?
A vida é uma luta diária e trabalhar em prol do outro é meu objetivo.
Como viver num tempo em que o capital é maior
e que as pessoas criam necessidades para tais pseudomodernidades?
Tenho muito o que aprender,
mas as vezes acho que não preciso mais aprender
meu coração chora com essa realidade que afugenta o mundo
Já pensei em ser polícial e quem sabe eu dava um jeito...
Já pensei em ser radialista,
então colocaria na voz ao público que a
humanidade seja acima de tudo
humana com amor no coração
E também já pensei em desistir...
Então em vez de pensar de mais,
decidi tentar fazer o melhor que posso
nos gestos de cada dia acima de tudo Viver.
(Eu)

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Sem sentido?

Qual é o fato de você não ser você
em diversas questões de assuntos dispersos que invadem o seu dia?
Mera coicidência de um dia fugaz,
futil seria não acreditar que
tudo é relevante quando estamos acompanhados
E acredite!
Estamos sempre acompanhados
Mesmo no silêncio
A minha sombra me persegue
O meu espírito exulta em acordes
de uma melodia em Domaior
Assim deixo as palavras para quem ler
que assim as leia
Deve ter algum sentido?
Não quando os dedos insistem em falar.

(Eu)

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Lugar

No universo dos meus versos
sou como asas soltas em voo disperso
que na querência do pôr-do-sol
desaparecem nas águas do mar adentro.

(Eu)

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Escrever é libertar-se

O poeta diz que viver ultrapassa qualquer entendimento
Posso afirmar que escrever também ultrapassa qualquer entendimento na medida em que liberto palavras em folhas de papel de coração.
Assim como a mesa da cozinha a ser limpa sinto que o maior dever que o ser humano tem é de limpar-se de si mesmo. Esvaziar-se ... como quando uma bexiga é esvaziada
Não utilizo aqui regras de concordância verbal, nominal, seja o que for e acredito que grandes escritores são aqueles grandes de si mesmos pois escrever ultrapassa quelquer entendimento
É realizando pequenas diferenças nos dias me indago sobre a importância de se realizar gestos que são poéticos para comigo e para com o outro enchendo de paz os caminhos que passo. E o que passa pelo outro cada vez que chego em seu caminho?
Acredito que se não for para fazer esta experiência de passar pelo outro sem gestos de paz não seria possível esse passar sem deixar rastros. Me refiro a "outro" pois pode ser você que está lendo ou, me lendo.
Não tenho a intenção de rimar palavras tampouco que essas palavrs sejam para ser entendidas
Escrever ultrapassa qualquer entendimento
E sem ter alguma intenção me dirijo ao ponto final
Escrever ultrapassa qualquer entendimento.
(I.F)

terça-feira, 11 de agosto de 2009

No silêncio dos acordes

"O céu se abre" (Walmir Alencar)
Hoje o céu se abre pra derramar
Sobre os corações toda graça do Pai
Eu também quero me derramar
De todo o meu coração nos braços do Pai
Vem Espírito Santo, com teu poder
Tocar meu ser, fluir em mim.
Vem Espírito Santo, com teu poder
Tocar meu ser, fluir em mim.
___________________//__________________
Deus nos dá um presente todos os dias,
seja no vento que toca a face, ou mesmo no pôr do sol.
Nos dá um sentido pra viver a cada amanhecer
Nos enche de força para sermos aquilo que mais desejamos ser.
=)

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Coração do céu.=)


Denhando nas nuvens

Com o movimento das mãos
tece seu coração no azul anil
Asa de anjo baila na direita dos olhos.

(Eu. I.F)

domingo, 2 de agosto de 2009

Feliz



“Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de amor”

(Madre Tereza de Caucutá)

Interação

Qual é a imagem refletida nos olhos?
A Interação surge como ondas sonoras no ar.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Musicoleituraaaaa



Não tenho a intenção de rimar palavras
seria eu prosa
poesia
poema
ou
nada...
(I.F)

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Apenas hoje

Tem dias que quero ser criança, voltar no tempo,
tem dias que quero apenas ser a filha da minha mãe,
tem dias que só quero ser irmã, e também amiga;
já outros não quero ser nada além do que apenas sou.

(eu)

domingo, 7 de junho de 2009

Dele para Ela

"Cantiga" - Ceumar
Composição: Zeca Baleiro

Flower não é flor
Mas eu te dou meu amor,
little flowerSete cravos,
sete rosas,liro-liro lê,
liro-liro láGirândolas,
girândolas
Give me your love
Love me alive
Leve me leve
Nas asas da borboleta leta
Que borbole bole - bole
Sol que girassole,
Sole mio amore
Flore me now and forever
Never more flores
Never more flores
=)

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Sem Ponto Final

Muitos dos escritos que produzimos são reflexos de algumas leituras que são atribuídas ao nosso conhecimento.