Total de visualizações de página

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Sentinela da 1° pessoa do singular

Eu quero...
Eu quero um começo, um título, uma marca, um apego
Eu quero nada de mais, nada de menos,
quero o necessário que se exala
Eu quero um copo, uma luz, uma estrada que caminha sem curvas
Eu quero intensidade do mais doce sentir,
o néctar das cores da existência
Ah eu quero...
Eu quero me sentir inteira, sair a beira mar,
tocar as ondas, molhar os pés
Eu quero sentir o doce nos lábios,
ver meus olhos nos teus, beijar-te a face
Eu quero estar lado alado com você.


(Eu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário