Total de visualizações de página

sábado, 6 de março de 2010

Fragmento

Perdoa, se fui
a pedra,
a nuvem,
ou o espinho
e não flores
em teu caminho...

Esquece o que fui.

Esquece esta nota desafinada
que soou perdida
na harmoniosa tranqüilidade
de teus dias...

Perdoa esta nuvem
que pousou inconsciente
sobre o brilho de teus dias...

Esquece tudo.
E vê como os horizontes
te são azuis
e quanta promessa de luzes
e de festas
tuas manhãs te reservam.

Ouve e vê
como todas as coisas
parecem orquestrar
para ti
uma linda canção
de felicidade.

Então, depois, esquece.

Foste sempre
a longe estrela do céu
e eu o lago
a possuir-te em minhas águas
ilusoriamente...


(autor desconhecido)

sexta-feira, 5 de março de 2010

DIÁLOGO SEM PONTO, LOGO ALI... ADIANTE

Eu não sei o que escrever
Escrever é ato, tato
E nesse gesto quero sentido
Então fica aqui comigo
Vamos conversar!
Você já cresceu
A porta se abriu
e sentido surgiu
No âmago da luz divina
Você se abriu como cortina
Tudo é relevante
quando no coração
se tem a alma de um cantante
Seus olhos brilham de luz
E daqui andiante
do passado
sobrarão apenas as lembranças
pois o novo é a novidade
que está por vir em seu alcance
Você é feliz e cantante
Nas estradas da vida
viverá intensamente
sua alma gritante
Luz divina
permeia sobre seu corpo
como pássaro pousarei sobre você
Amor, Luz, Paz
em breves sons radiantes
de cores cintilantes
e sorrisos largos vibrantes
Caminho logo ali
adiante
Vamos!

terça-feira, 2 de março de 2010

Quero



Quero viver, quero gritar
Quero sentir o universo sobre mim
Quero correr em liberdade
Quero encontrar o meu lugar

Una broma del destino
una melodía acelerada
en una canción que nunca acaba    

segunda-feira, 1 de março de 2010

“Ando devagar, porque já tive pressa
E levo esse sorriso, porque já chorei demais...
Cada um de nós compõe a sua história
E cada ser em si carrega o dom de ser capaz de ser feliz...”
(Tocando em Frente)

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Fragmentos

Não tenho palavras para te oferecer
Nem versos bonitos para me engrandecer
Só quero expressar nesse espaço
Que sinto saudades daquele abraço
no final do entardecer.
-------------------------------
Ponto e vírgula, parágrafo e travessão
o nosso diálogo é um ponto de interrogação
Você no silêncio, exclama seus versos
rascunho de vida
a paixão impedida
com um ponto final.