Total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de março de 2011

Mémórias dele

Nas entrelinhas dos versos da vida
nada encontrei que me deixasse à deriva
sonhei... dancei... cantei
E só Deus sabe quantas almas encantei


Lembro das coisas vazias e preenchidas
dos amores que encontrei e não vivenciei
Mas foi apenas por uma... uma flor que me apaixonei.


Nenhum comentário:

Postar um comentário