Total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de março de 2010

Saudades

Saudades e vontades
Que saudade que me deu...

Saudade do colo teu
Teu colo que é tão meu
Acomoda tão bem toda a minha inquietude.

Saudade do teu abraço
Melhor lugar onde me desfaço
E viro criança insegura e carente.

Saudade do teu carinho
Dos teus passos no meu caminho
Do teu sorriso enchendo a sala.

Saudade de que me pegues pela mão
Me indiques a direção
Não deixando que me sinta sozinha.

Saudade de todas as companhias
Dividindo tantas alegrias
Amparando as desilusões.

Saudade do meu coração feliz
Mesmo estando onde sempre quis
Bate nostálgico e melancólico.

Saudade da convicção que eu sentia
Dos sonhos que eu tinha
Da vida que se foi.

Que vontade que me deu...

Vontade de jogar tudo pro alto
Botar o pé no asfalto
Rumo à incerteza.

Vontade de pular alguns anos
Alterar alguns planos
E depois me arrepender.

Vontade de me perder completamente
Ser dada como demente
Só pra fazer as pazes com a sanidade.

Vontade de apagar o pouco que sei
Acertar onde eu errei
Recuperar as possibilidades que se perderam.

Vontade de te abraçar bem forte
Não te entregar nem pra morte
Ao menos que ela também me carregasse.

Vontade de ouvir a tua voz
Driblar o destino algoz
E voar de volta pro meu ninho.

Vontade de desligar a cabeça
E esperar que a vida aconteça
Transformando o que hoje é vontade
Em lembrança que amanhã deixa saudade.
(Autor Desconhecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário